domingo, 6 de abril de 2008

Verdadeira Felicidade

«... nós sonhamos com uma felicidade de saldo, feita de alegrias fáceis. É este sonho que Jesus vem condenar, e o que Ele propõe (é esta a palavra essencial) é que o nosso apetite de felicidade seja ele próprio transformado. Felizes, bem-aventurados aqueles cuja alma é suficientemente elevada para que o seu desejo essencial seja o de viver como filhos do Pai que está nos céus!(...)

(...) a verdadeira festa humana, a única afinal , é saber-se filho de Deus. Jesus trá-la aos homens. é preciso acolhê-la, isto é, fazer a experiência da filiação divina: viver, e não só pensar, como filhos que têm um Pai.» - François Varillon, em "Alegria de Crer e de Viver"

Um comentário:

Nelson Viana disse...

Olá.

Actualmente, e cada vez mais, procuramos ser felizes vivendo ao sabor das nossas paixões. Para mim, e como cristão, só poderemos alcançar a verdadeira felicidade quando vivermos plenamente ao sabor da Paixão de Cristo. Isto porque não é vivendo exclusivamente para as coisas deste mundo que conseguiremos a paz interior, condição essencial para sermos felizes. Essa paz é um dom de Cristo que nos disse: “Deixo-vos a paz; dou-vos a minha paz. Não é como a dá o mundo, que Eu vo-la dou” (Jo 14, 27).

Um abraço,

Nelson

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]