quarta-feira, 9 de abril de 2008

A omnipotência de Deus

«A omnipotência de Deus é a omnipotência do amor, o amor é que é todo-poderoso!

Por vezes, diz-se: Deus pode tudo! Não, Deus não pode tudo. Deus não pode senão o que pode o Amor. Porque Ele não é senão Amor.(...)

Em Deus, não há outro poder que o do amor e Jesus diz-nos (é Ele quem nos revela quem é Deus): «Não há maior amor do que morrer pelos amigos» (Jo 15, 13). Ele revela-nos a omnipotência do amor ao consentir morrer por nós. Quando Jesus é preso pelos soldados, maniatado, amarrado, no Jardim das Oliveiras, Ele próprio nos diz que teria podido chamar uma legião de anjos para O arrancarem das maõs dos soldados. Absteve- Se, contudo, de fazê-lo, porque ter-nos-ia, então, revelado um falso Deus: ter-nos-ia revelado um Deus todo-poderoso em vez de nos revelar o verdadeiro. Aquele que chega a morrer por aqueles que ama. (...)» - François Varillon, em "Alegria de Crer e de Viver"

3 comentários:

Maria João disse...

Bem lembrado... Deus pode o Amor... O mal não.

Vem ao meu blog e reza...

beijos em Cristo e Maria

Roger disse...

Oi Paulo,

passei aqui pra dar uma olhada.
Interessante, pois ando também meditando sobre esse assunto: um Deus que não existe (o todo poderoso) ou o super justo.
Prefiro o Deus do amor, do relacionamento.

Abrçs,

Rogério

Nelson Viana disse...

“Não há maior amor do que morrer pelos amigos”

Jesus ensina-nos a amar de uma forma totalmente nova, isto é, ensina-nos a amar não só quem nos ama, mas também os nosso inimigos (Lc 6, 27-28). É essa uma das grandes novidades do cristianismo: amar quem nos faz mal. E será isso possível? Jesus diz que sim a partir do mandamento novo: “Amai-vos uns aos outros assim como Eu vos amei” (Jo 13, 34). E Ele ensina-nos a fazê-lo através do seu exemplo, quando, já na cruz, diz: “Perdoa-lhes, Pai, porque não sabem o que fazem” (Lc 23, 34). E Ele referia-se àqueles que O matavam!
Assim como “não há maior amor do que morrer pelos amigos”, também não há maior prova de amor do que pedir perdão por aqueles que nos maltratam.

Um abraço

Nelson

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]