sexta-feira, 22 de fevereiro de 2008

Os bens da vida e a vontade de Deus

"A verdadeira santidade não consiste em tentar viver sem criaturas. Consiste em usar os bens da vida para fazer a vontade de Deus. Consiste em usar a criação de Deus de tal maneira que tudo que tocamos, vemos, usamos e amamos dê nova glória a Deus. Ser santo significa passar pelo mundo colhendo de cada árvore frutos para o céu e ceifando em cada campo a glória de Deus. O santo é alguém que está em contacto com Deus de todas as maneiras possíveis, em todas as direcções possíveis. Está unido a Deus pelas profundezas do seu próprio ser. Ele vê e toca Deus em tudo e todos ao seu redor. Onde quer que vá, o mundo soa e ecoa (mesmo silenciosamente) com as profundas harmonias da glória de Deus."

"Seasons of Celebration", de Thomas Merton(Farrar, Straus and Giroux, New York), 1965. p. 137

Fonte: Reflexões de Thomas Merton

Nenhum comentário:

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]