quarta-feira, 13 de fevereiro de 2008

Evita todas as formas de autocensura

Deves evitar não só culpar os outros mas também a ti mesmo. Tens tendência a recriminar-te pelas dificuldades que sentes nos relacionamentos que entabulas. Mas a auto-recriminação não é uma forma de humildade. É uma forma de autocensura, na qual ignoras ou negas a tua própria virtude e beleza.

Quando uma amizade não floresce, quando uma palavra não é acolhida, quando um gesto de amor não é apreciado, não te censures a ti mesmo, porque isso é falso e doloroso. Sempre que te rejeitas idealizas os outros. Queres estar com os que consideras melhores, mais fortes, mais inteligentes e mais dotados do que tu. Assim, tornas-te emocionalmente dependente, levando os outros a sentirem-se incapazes de satisfazerem as tuas expectativas e a afastarem-se de ti. O que faz com que te censures ainda mais e entres numa espiral perigosa de auto-rejeição e carência.

Evita todas as formas de autocensura. Reconhece as tuas limitações, mas assume as tuas virtudes únicas e começa a viver como um igual entre iguais. Assim libertar-te-ás das tuas necessidades obsessivas e possessivas e darás a ti próprio a oportunidade de dar e receber afecto e amizade verdadeiros.


Henri Nouwen, em "A voz íntima do amor"

Um comentário:

A Flôr disse...

Boa noite Amigo! :))

É verdade, deveriamos evitar a autocensura... isso não quer dizer, não reconhecer os nossos pecados, os nossos erros, não é isso.... mas eu reconheço que "me critico" bastante, vejo muitas coisas em mim, que gostaria de mudar e não consigo, talvez não me esforçe o suficiente, talvez!... sei, sei que é errado meu irmão... mas eu bem tento... sei, na teoria, que deveria dar um pouco mais de valor para as minhas virtudes, qualidades, que muitos vêm e eu custa-me a ver... mas... se pudessemos mudar coisas em nós... ai se pudessemos.... Mas de uma coisa eu tenho a certeza absoluta... SOU AMADA POR DEUS.. SOU IMPORTANTE PARA ELE.... e essa certeza me alegre....

FELIZ DIA DO AMOR! Amor em todas as suas formas... Amor....

Hoje, estou muito feliz, pois à precisamente 11 anos atrás, o Senhor presenteou-me com o mais belo presente que algum dia eu poderia desejar... a vida do meu filho Pedro! :) Por isso, e por tantas outras coisas, LHE sou tão grata! :)

Amigo Paulo, hoje estou feliz, mas um pouco nostálgica... não sei porquê! :)

Já tinha saudadinhas de aqui passar... nunca te esqueço.... mas o tempo é pouco para a net... que Deus te abençõe e proteja, assim como à tua esposa e filhinhos! :)

Abraçinho recheado do Amor do nosso Deus!

Flor com carinho imenso

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]