terça-feira, 30 de outubro de 2007

O Amor é...

O amor é muito poderoso, é um bem imenso e perfeito; só o amor torna leves os pesados fardos e suaves os lugares mais duros. Suporta todas as dificuldades como se nada fossem, e torna todo o amargor doce e agradável. O amor a Jesus é nobre e inspira-nos grandes obras; exorta-nos sempre a procurar a perfeição(...)
Nada é mais doce do que o amor, nada é mais forte, nada é maior, nada é mais amplo, nada mais agradável, nada mais completo ou melhor no céu como na terra; porque o amor nasce de Deus, e apenas em Deus pode recair, acima de todas as coisas criadas.

O amor voa, corre e salta de alegria; é livre e ilimitado. O amor dá tudo por tudo, recaindo n' Aquele que está acima de todas as coisas, de Quem provém e flui todo o bem. O amor não olha às dádivas, volta-se para o Autor de todas as boas dádivas. O amor não conhece limites, transcende ardentemente todas as barreiras. O amor não sente o peso dos fardos, não dá pelo trabalho, tenta coisas para além das suas forças; para o amor nada parece impossível, pois sente-se capaz de fazer todas as coisas. Por isso o amor faz grandes coisas; é forte e eficiente; ao passo que aquele a quem o amor falta desfalece e perde-se.

O amor é vigilante e, embora repouse, nunca dorme; pode estar cansado, mas nunca exausto; aprisionado, mas nunca a ferros; alarmado, mas nunca temeroso; como uma chama viva e uma tocha ardente, segue em frente e transcende todos os obstáculos.

Thomas H. Kempis, em "A imitação de Cristo"

3 comentários:

Maria João disse...

Como é bom amar... como Jesus!

bjs em Cristo

joaquim disse...

Deus é amor!
O Amor é tudo!

Abraço em Cristo

Flôr disse...

Deus é amor.

A Essência do Homem é amor, pois ele foi feito à Sua imagem e semelhança....

Como seria bom que todos os Homens percebessem que lá no fundo, muitas vezes, bem no fundinhooooo, eles têm a sua origem na Fonte do Amor... que é o Deus Criador :D

Tem um dia muito feliz junto da tua família meu amigo do coração

Flor :))

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]