quinta-feira, 11 de outubro de 2007

Segue o teu chamamento mais profundo

Quando descobrires dentro de ti alguma coisa que é um dom de Deus deves apoderar-te dela e não deixar que te seja retirada. Por vezes as pessoas que não conhecem o teu coração nem se aperceberão da importância de algo que faz parte do teu ser mais profundo, precioso tanto aos teus olhos como aos de Deus. Talvez não te conheçam suficientemente bem para corresponder às tuas carências genuínas. É nesta altura que deves escutar o teu coração e seguir o teu chamamento mais profundo.

Uma parte de ti cede facilmente às exigências alheias. Assim que alguém questiona os teus motivos começas a duvidar de ti próprio. Acabas por concordar com o outro antes de teres consultado o teu próprio coração. Assim vais-te tornando cada vez mais passivo e assumes simplesmente que os outros é que sabem. Neste caso deves escutar com atenção o teu ser mais profundo. «Centrar-te» e «regressares a ti próprio» são expressões que indicam possuíres uma base interior sólida, a partir da qual podes falar e agir - sem desculpas - de forma humilde mas convincente.

Henri Nouwen, a voz íntima do amor

2 comentários:

Maria João disse...

É verdade... Ainda há pouco senti como é difícil as pessoas, inclusive as mais próximas, perceberem aquilo que eu realmente sinto cá dentro, principalmente quando falo de Jesus e de missão...


beijos em Cristo

Fora-da-lei disse...

Henri Nouwen tem sido um dos "pais" espirituais na minha jornada.Gosto imenso deste autor.
Gostei de visitar mais uma "janela" aberta ao Infinito.
Abração em Cristo

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]