quinta-feira, 4 de outubro de 2007

Repete com frequência: "Senhor, tem piedade"


Interrogas-te sobre o que hás-de fazer quando atacado por todos os lados por forças aparentemente irresistíveis, ondas que te cobrem e querem derrubar-te. Por vezes estas ondas são o facto de te sentires desprezado, esquecido e incompreendido. Outras vezes são a raiva, o ressentimento ou mesmo o desejo de vingança. e por vezes autopiedade e autocensura. Estas ondas fazem-te sentir como uma criança indefesa, abandonada pelos pais. Que deves fazer?

Escolhe conscientemente desviar a atenção do teu coração ansioso dessas ondas e dirigi-la para Aquele que caminha sobre as águas e diz «Sou eu. Não tenhais medo!» (Mateus 14, 27; 6, 50; João 6, 20). Continua a desviar para Ele o teu olhar e a confiar que Ele trará a paz ao teu coração. Olha-o e diz: «Senhor, tem piedade.» Repete-o uma e outra vez, sem ansiedade, mas com a confiança de quem sabe que Ele está próximo de ti e aquietará a tua alma.

Henri Nouwen, A voz íntima do amor

Um comentário:

Maria João disse...

Obrigado pelas palavras que colocas aqui.

Aprende-se muito com elas.

Deus te abençoe.


beijos em Cristo

A beleza que salva o mundo

"...Porque o amor, mesmo que em silêncio, está sempre germinando as primaveras.  Amar é a beleza que salva o mundo."  [Lu...