domingo, 30 de março de 2008

Entra na Nova Terra


«Fazes uma ideia do aspecto da nova terra. Contudo, ainda te sentes muito em casa, embora não inteiramente sereno, na tua velha terra. Conheces os seus caminhos, as suas alegrias e sofrimentos, os seus momentos alegres e tristes. Passaste lá a maior parte dos teus dias. Embora saibas que lá não encontraste o que o teu coração mais deseja, manténs-te bastante agarrado a ela, porque se tornou parte integrante de ti.

Agora apercebes-te de que deves deixá-la partir e entrar na nova terra, onde mora o teu Amado. Percebes que o que te auxiliou e guiou na velha terra deixou de funcionar, mas então por onde te deves regular? É-te pedido que confies em que encontrarás na nova terra o que necessitas. Isso exige a morte do que se te tornou tão precioso: influência, sucesso, sim, até mesmo o carinho e o elogio.

É dificílimo confiar, já que não tens onde te apoiar. Ainda assim, confia no que é essencial. A nova terra é o lugar onde és chamado a dirigir-te, e a única maneira de lá entrar é despido e vulnerável.

Parece que estás continuamente a atravessar a fronteira de um lado para o outro. Durante algum tempo sentes-te verdadeiramente feliz na nova terra. Mas depois sentes receio e começas a ter saudades do que deixaste para trás, por isso regressas à antiga terra. Então, descobres consternado que ela perdeu o seu encanto. Arrisca dar mais uns passos na nova terra, confiante de que cada vez que entras irás sentir-te mais confortável e conseguirás permanecer mais tempo.»

Henri Nouwen, em "A Voz Intima do Amor"

2 comentários:

marco.maps disse...

Muito bom esse texto. Descreve bem a nossa vida e relação no mundo e no Reino.
Fica na Paz!

marco.maps disse...

Oi, Paulo!
Eu coloquei uns links para posts teus no meu blog. Esse texto e o seguinte.
Grande abraço!

As velas

"Nas igrejas nada reza excepto as velas. Elas perdem todo o seu sangue. Consomem todo o seu pavio. Não reservam nada para elas, d...