sábado, 14 de abril de 2007

Dar a outra face

A maior parte de nós conhece esta expressão e reconhece-a como um ensinamento de Jesus. Contudo, acredito que poucos compreendem o alcance, a essência e o verdadeiro significado deste ensinamento. Retomando o livro " O Mestre dos Mestres" , podemos encontrar uma explicação interessante sobre dar a outra face.
"Cristo não falava da face física, da agressão física que compromete a preservação da vida. Ele falava da face psicológica.
Se fizermos uma análise superficial, poderemos equivocar-nos e crer que dar a outra face é uma atitude frágil e submissa. Todavia, temos de nos perguntar: dar a outra face é um sinal de fraqueza ou de força? Dar a outra face incomoda pouco ou muito uma pessoa agressiva e injusta? Se analisarmos a construção da inteligência, constataremos que dar a outra face não é um sinal de fraqueza, mas de força e segurança. Só uma pessoa forte é capaz de dar a outra face. Só uma pessoa segura dos seus próprios valores é capaz de elogiar o seu agressor. Quem dá a outra face não se esconde, não se intimida, mas enfrenta o outro com tranquilidade e segurança.
Quem dá a outra face não tem medo do agressor, pois não se sente agredido por ele, e nem tem medo da sua própria emoção, pois não é escravo dela. Além disso, nada perturba tanto uma pessoa agressiva como dar-lhe a outra face, como não responder à sua agressividade com agressividade. Dar a outra face incomoda tanto essa pessoa que é capaz de lhe causar insónia. Nada incomoda tanto uma pessoa agressiva como ter para com ela uma atitude complacente.
Dar a outra face é respeitar o outro, é procurar compreender os fundamentos da sua agressividade, é não usar a violência contra a violência, é não se sentir agredido diante das ofensas que lhe desferem. Somente uma pessoa que é livre, segura e que não gravita em torno do que os outros pensam e falam de si é capaz de agir com tanta serenidade.
Cristo era uma pessoa audaciosa, corajosa, que enfrentava sem medo as maiores dificuldades da vida. Era totalmente contra qualquer tipo de violência. Todavia, Ele não discursava sobre a prática da passividade. A humildade que proclamava não era fruto do medo, da submissão passiva, mas da maturidade da personalidade, confeccionada por intermédio de uma emoção segura e serena.
Cristo, através do discurso de dar a outra face, queria proteger a pessoa agredida, fazê-la transcender a agressividade imposta pelo outro e, ao mesmo tempo, educar o agressor, levá-lo a perceber que a sua agressividade é um sinal de fragilidade(...)
Na proposta de Cristo, o agressor passa a rever a sua história e a compreender que se esconde atrás da violência."

6 comentários:

Felipe disse...

ae mané, primeiro, Jesus é filho de Deus, se nao ele proprio.
Segundo se vc acha q pode fazer o q Jesus fez, pq vc nao foi pregado na cruz ao invéz dele?
Concordo q dar a outra face, no minimo é corajoso, mas ninguem veio a esse mundo "pra dar a cara a tapa".
Acredito que nao devemos fazer justiça com as proprias maos, mas temos q nos defender...nao encorage as pessoas a serem submissas, um dia eles podem precisar da agressividade para defender suas vidas ou a do proximo, pois se nao fosse assim,alguem q perde sua vida pra salvar outra, nao teria sentido ir para o céu, nos temos escolhas, e as vezes devemos agir por conta propria, entao nao fale besteira, nao fale de assuntos que vc nao conhece.

Anônimo disse...

HAUEHAUHEUAH. Parece que o irmão ai em cima não entendeu nada mesmo... Parabéns, cara. Ótimo artigo.

Anônimo disse...

a paz meu amado como o ensinamento e bom, eu louvo a deus pela sua vida amado, infelismente o dibo ceg mesmo, pois uma explicaçao dessa e o amado ai em cima nao entendeu mesmo, prefere viver na ignoranicia mesmo, que o senhor posa termisericordia dele,,sempre eu tive certeza que ese dar a outra face nao era fisica , em momentos sim, se pudermos daremos outra face sim . nao e facil, o caso de o amado acima dizer que era para o irmao que postou o estudo ser pregado no lugar de jesus seria impossivel, pois ninguem de nos suportariamos , mas cura , poder, maravilhs dores, espulsar demonios , e ate carregar a cruz e seguir , isso sim e pra nos ue foi dado esse ordenado , mas ser crussificado , nao era pra nos , comente mais pois o diabo ficou furioso com esse estudo , um abraço ,,,vmos chegar l em nome de jesus..

Marisa M.Uchôa Espindola disse...

Concordo com todos os irmãos ai em cima, exceto o Felipe, que certamente não teve a verdadeira oportunidade de conhecer o nosso querido Jesus e seus maravilhosos ensinamentos. Que claro sabemos para esse mundo parece tudo loucura e aparenta submissão, mas nós que conhecemos a verdade sabemos que submissos são esse que estão subjulgadas ao controle demoniaco das forças deste mundo. Deus abençoe a todos e especialmente ao Felipe que precisa muita misericordia do Senhor Jesus.Amém!

Rosinha disse...

A paz amados,maravilhosa explicação,amei o artigo,ele nos esclarece claramente o que é "dar a outra face",mas infelizmente muitos não compreendem,mas tudo pq a palavra do Senhor nos diz:
"O homem que não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente" (1 Coríntios 2:14)

Anônimo disse...

Excelente texto! As pessoas entendem esses ensinamento de forma equivocada,como se o cristão fosse um saco de pancadas. Tem sempre um contexto em alguns versiculos,nem tudo é literal.

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]