quarta-feira, 26 de setembro de 2007

Enfrenta o inimigo

À medida que vês com mais clareza que a tua vocação é ser testemunha do amor de Deus no mundo, e à medida que vives essa vocação com maior determinação, os ataques do inimigo aumentam. Ouvirás vozes que dizem «és inútil, não tens nada para dar, és indesejável, antipático, ninguém gosta de ti».

Quanto mais sentes o chamamento de Deus tanto mais descobrirás na tua própria alma a batalha cósmica entre Deus e Satanás. Não tenhas medo. Continua a aprofundar a tua convicção de que o amor de Deus por ti é suficiente, de que estás em boas mãos e que alguém guia todos os teus passos. Não fiques surpreendido pelos ataques demoníacos, que irão aumentar, mas à medida que os fores enfrentando sem medo descobrirás que eles não têm poder algum. São impotentes.
O que é importante é continuares agarrado ao amor real, perene e inequívoco de Jesus. Sempre que duvidares desse amor, regressa ao teu lar espiritual interior e escuta aí a voz do amor. Só quando estiveres bem seguro, lá no mais fundo de ti, de que és intimamente amado é que poderás enfrentar as vozes funestas do inimigo sem te deixares seduzir por elas.

O amor de Jesus dar-te-á uma visão permanentemente transparente do teu chamamento, bem como das inúmeras tentações que te afastam desse chamamento. Quanto mais és chamado a falar do amor divino tanto mais necessitas de aprofundar o teu conhecimento desse amor no teu coração. Quanto mais longe te leva a tua caminhada exterior mais profunda deve ser a tua caminhada interior. Só quando as tuas raízes são profundas é que os teus frutos são abundantes. O inimigo está aí, à espera de te destruir, mas tu podes enfrentar o inimigo sem medo quando te sabes seguro no amor de Jesus.

Henri Nouwen, A voz íntima do amor

5 comentários:

Maria João disse...

É verdade, Paulo. Noto isso na missão. Há dias em que não é nada fácil. Parece que tens o mundo todo contra ti. Tudo indica que deves duvidar.

Quando isto me acontece, agarro-me firme a Deus Pai e ao exemplo de Jesus Cristo. Não é fácil. Sinto-me muito frágil e caminho para a missão com muita dificuldade, mas sei que o Pai me está a dar forças e a segurar nos braços.

Rezemos pelas missões. Precisa-se de muita oração.


beijos em Cristo

Diogo disse...

sHOW!!!
Sem medo...
O guerreiro não desiste mesmo na dor, independente da situação, Ele luta por aquilo que anseia!.

o amor supera o medo!
"No amor não há temor".
...
...quanta coisa pra pensar!
que benção irmão!
Deus Abençoe sua vida cada vez mais!
paz!

Mentoria Espiritual disse...

Olá Paulo...
Parabéns pelos textos. Henri Nouwen é uma referência para mim. Um grande abraço.
Neuber Lourenço

Daniel disse...

Desde o final do mês de Junho que fiquei sem possibilidades sem fazer nenhum artigo. Agora visto já ter Internet (ALELUIA), posso retornar a fazer o que gosto.
Desde já agradeço todas as visitas feitas ao meu blog (Biblos) e espero que retornem periodicamente.

danielaurelio.blogspot.com

elsa nyny disse...

Olá!!
Gostei muito do que li!

Convido-te a escrever uma carta por Darfur!
http://eu-estou-aki.blogspot.com

beijinhos

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]