segunda-feira, 17 de novembro de 2008

ACREDITAS NO SEU AMOR?

«O que a nossa religião tem de único no mundo é que ela nos convida a acreditar que foi Deus Quem nos amou primeiro.

Não se trata simplesmente de admitir que Deus ama a humanidade. Trata-se, isso sim, de acreditar que este amor é verdadeiro e, portanto, concreto, orientado pessoalmente para cada um de nós. (...)
A fé no amor de Deus consiste em crer que Ele Se interessa apaixonadamente por cada um de nós, pessoalmente. E constantemente.(...)

Quando eu chegar a acreditar que Ele até a mim ama - a mim, este ser insuportável, cujo peso só eu avalio - conhecerei a medida do Seu amor inverosímil.

Os santos são aqueles que poderão exclamar: «Eu conheci o amor que Deus tinha por mim e acreditei nele».

No Julgamento, isto em primeiro lugar nos será perguntado:

Acreditaste que Deus te amava, a ti?
Acreditaste que Deus esperou por ti, te conheceu, te desejou, a ti, dia após dia?»

(Louis Evely, em "Tu és esse homem")

3 comentários:

Anita disse...

Muitos são os planos no coração do homem, mas o que prevalece é o propósito do Senhor!

Vim conhecer o seu cantinho e gostei muito.
Um dia abençoado.
Fique bem. Fique com Deus.
Anita (amor fraternal)

Camila disse...

Falou muito ao meu coração.
Que Deus nos ensine cada vez mais a amar, como Ele ama, amor que supera barreiras, que ultrapassa o entendimento.
Um grande abraço, e que Deus te abençoe cada vez mais com sabedoria e entendimento!

Ecclesiae Dei disse...

Como nos custa crer e principalmente viver esse amor dEle por nós... quando tudo vai bem, cremos... mas quando as coisas vão mal, é comum achar que Ele não nos ama ou esqueceu-se.
Abraços

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]