domingo, 17 de janeiro de 2010

FELIZ

Feliz aquele que cedo se levanta para procurar a Sabedoria
Encontra-a sentada à sua porta
Feliz aquele que se consagra ao inútil e ao gratuito
Entra na liberdade na casa de Deus
Feliz aquele que perde o tempo de simplesmente existir
Encontra o Autor do sétimo dia
Feliz aquele que mergulha nas raízes do seu ser
Sente a Fonte a brotar em si
Feliz aquele que se reconhece mendigo de Absoluto
Dá o nome à fome do seu grito
Feliz aquele que descobre o seu rosto interior
Tropeça na alegria

Feliz aquele que até esquece os seus pecadosConhece o repouso do Amor
Feliz aquele que olha o outro como Deus o vê
Torna-se aquilo que contempla
Jacques Gauthier

Nenhum comentário:

A beleza que salva o mundo

"...Porque o amor, mesmo que em silêncio, está sempre germinando as primaveras.  Amar é a beleza que salva o mundo."  [Lu...