terça-feira, 24 de novembro de 2009

O NOSSO PODER SOBRE DEUS

«Amar um ser representa, inevitavelmente, depender dele; dar-lhe poder sobre vós.
Deus amou-nos livremente, Deus deu-nos poder sobre Ele. Deus quis ter necessidade de nós.

A Paixão é a revelação do nosso terrível poder sobre Deus. Ele entregou-se a nós, tivemo-Lo à nossa disposição, fizemos dele o que quisemos.

Na Normandia, lê-se. sobre os pratos, esta frase cruel: "Aquele que menos ama é sempre o mais forte!" É sempre o menos enamorado que obriga o outro a andar, que conserva a cabeça fresca e o domínio da situação. Deus, em relação a nós, será sempre o mais fraco porque nos ama.

Podemos renegar, esquecer Deus;
Deus não pode renegar-nos nem esquecer-nos.
Nós poderemos estar sem Deus; Deus não pode estar sem os homens.
Nós podemos deixar de ser filhos; Ele não pode cessar de ser Pai.

«O homem revoltado contra Deus é o pássaro que, na tempestade, se lança contra a falésia. Mas Deus, na Sua piedade, fez-se carne para que a violência do choque fosse suportada por Ele e não por nós.»

Assim, Deus será sempre o mais fraco contra nós, porque nos ama.»

Louis Evely, em "Sofrimento"

Um comentário:

Eduardo Medeiros disse...

Oi Paulo, beleza?

Estou sempre por aí procurando bons blogs para ler. E achei mais um.

Um abraço

A beleza que salva o mundo

"...Porque o amor, mesmo que em silêncio, está sempre germinando as primaveras.  Amar é a beleza que salva o mundo."  [Lu...