domingo, 25 de maio de 2014


"A Fé é mais a inquietação da Confiança que nos abre aos convites amorosos da Vida do que a ilusão controladora dada pelas certezas dogmáticas e disciplinares.

Não professamos a Fé "no que" acreditamos, o que é da ordem das certezas e, por isso, perfeitamente controlável... Professamos a Fé "em quem" acreditamos, o que é da ordem da confiança e, por isso, maravilhosamente surpreendente."

Rui Santiago Cssr, in "Estou em Crer"

Nenhum comentário:

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]