terça-feira, 24 de junho de 2008

OUTROS CRISTOS

"Quando damos excessiva ênfase à divindade de Cristo acabamos por obscurecer a sua humanidade, e não O reconhecemos na nossa própria humanidade, nem na dos outros. A Igreja ensinou sempre que Cristo é perfeitamente humano e divino ao mesmo tempo, e que a sua divindade não diminuiu, antes aperfeiçoou a sua humanidade.(...)

É só em Sua humanidade e através dela, e na experiência da nossa própria humanidade e na dos outros, que começaremos a compreender o significado da sua divindade. Ele vem ao nosso encontro onde nós estamos, em nossa humanidade e não fora dela, e revela-se intimamente como uma presença no nosso vazio, como um companheiro no íntimo da nossa solidão. A nossa humanidade é preciosa: ela é aquilo em que Deus se pôde tornar.

Sempre que lemos algo de Cristo no Evangelho, estamos também a ler o nosso próprio retrato, porque Cristo é aquilo que nós somos chamados a ser. "Deus fez-se homem", como escreveu um dos antigos Padres da Igreja, "para que o homem pudesse tornar-se Deus". Cristo não é simplesmente, nem fundamentalmente, um modelo de bom comportamento que devamos imitar. Ele é a fonte da nossa vida, e o sentido dela, pois o sentido da nossa existência está em sermos outro Cristo. "O Espírito daquele que ressuscitou Cristo dos mortos habita em vós" (Rom 8,11). Olhando fixamente para Ele nas cenas do Evangelho, começamos a vislumbrar aquilo que Deus, desde a criação do mundo, quis que fôssemos - OUTROS CRISTOS." (George W. Hughes, em "O Deus das surpresas")

3 comentários:

Alice disse...

Belo texto !! verdadeiro e verdadeiro e verdadeiro !!

abraços pra vc

Maria João disse...

Ter noção desta humandade é muito importante. Mostra-nos o caminho que também podemos seguir, apesar de sermos pecadores, ao contrário de Cristo.

Além disso, dá-nos a noção de que Jesus realmente sofreu por nós... Aliás, ainda sofre pelos erros que cometemos.


beijos em Cristo e Maria

barbara disse...

manooooooo

q isso.....
demais.........

creio nisso, creio q Deus veio se manifestar em nós, na nossa humanidade e fraquezaaa... e veio assimmesmo...

como eu amo esse Deeeeeeus....
e veio habitar em MIM.. !!!
paz irmão!!
amo vir aquii, tava com saudades de passar akiiii..

abração!!!

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]