terça-feira, 30 de março de 2010

PERDER PARA GANHAR

«Acção de graças, trabalho, comunidade. Tudo isto implica uma morte.
A acção de graças é a morte do meu instinto de propriedade.
O trabalho é a morte à minha preguiça.
A comunidade é a morte do meu individualismo.
A morte está absolutamente em tudo. Mas creio que ela é, ao mesmo tempo, ressurreição.
A ressurreição não se dá depois da morte; já está presente na própria morte.
Morrendo ao meu individualismo, à minha preguiça, ao meu instinto de propriedade, passo para Cristo, torno-me mais Cristo, até me tornar totalmente Ele, depois dessa morte que é a morte final.»

François Varillon, em "Viver o Evangelho"

2 comentários:

Luciana Mira disse...

Gostei muito!

João disse...

Olá td bem?
Gostaria de saber se vc aceita parceria troca de baner .
Aguardo retorno.
contato@amorcristao.co.cc

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]