quinta-feira, 11 de março de 2010

OS PASSOS DO SENHOR

Oiço os teus passos, Senhor, na praia da minha vida;

No solitário silêncio, no ar do Verão, os planetas e as estrelas do céu

fitam com fixo olhar.

A corrente do pensamento flui gentilmente, gentilmente no meu coração.

Os meus olhos estão vigilantes como passáros sedentos.

Abri os ouvidos

nas profundezas do meu coração.

Em que abençoada manhã desfalecerás no tabernáculo da minha alma?

Esquecerei toda a alegria e toda a dor, mergulhado nas águas da felicidade.

Rabindranath Tagore

Nenhum comentário:

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]