terça-feira, 17 de dezembro de 2013

UM EXAGERO DE BONDADE

«O Evangelho é um exagero... é um desbordar das nossas fronteiras de comportamento aceitável... Vamos procurar as "boas maneiras" de Jesus aos evangelhos e ficamos espantados... Bem nos rimos algumas vezes ao imaginar Maria a desculpar-se às amigas depois de mais uma "avaria" de Jesus em qualquer lado, na casa de um fariseu ou falando para uma multidão: "Não foi em casa que ele aprendeu estas coisas! Não foi esta a educação que eu e meu José lhe demos!" O Evangelho é um exagero... é um abuso, o próprio abuso de Deus a acontecer no meio de nós! E a negação do meio-termo como medida de virtude e o desmascarar das nossas boas intenções...
Há muitas pessoas boas que não se pode dizer que construam o Bem, o defendam ou lutem por ele. O Reino de Deus não é coisa de Bons mas de Bem-Aventurados! Bem-aventurados são os que se metem na Aventura do Bem!» 

Rui Santiago cssr, em "Como um Diário..."



Nenhum comentário:

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]