domingo, 18 de novembro de 2012

FELIZ...



"Feliz de quem, surpreendido por uma situação incómoda, ousa dizer a si próprio: «Sou como o pássaro que canta entre os espinheiros de um silvado» (João XXIII, Diário da Alma)
O Evangelho não nos convida a acolher o Espírito Santo nessa parte de nós mesmos onde permanece o coração da nossa infância?" 

Irmão Roger, de Taizé, em "Viver em tudo a Paz do Coração

Nenhum comentário:

A beleza que salva o mundo

"...Porque o amor, mesmo que em silêncio, está sempre germinando as primaveras.  Amar é a beleza que salva o mundo."  [Lu...