sexta-feira, 24 de setembro de 2010

Jesus, luz do coração,
gostaríamos de nunca te abandonar na berma do nosso caminho.
Pois sempre que te deixamos transfigurar as nossas fragilidades,
eis que despontam em nós aptidões que não conhecíamos.


Irmão Roger, de Taizé, em "Viver em tudo a Paz do Coração"

Nenhum comentário:

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]