quinta-feira, 24 de setembro de 2009

AS MINHAS TREVAS

«Jesus Cristo, luz do meu coração, não permitas que as minhas trevas falem comigo.»

Ao escrever esta oração, Santo Agostinho teve a seguinte intuição: quando as nossas próprias trevas atraem a nossa atenção, logo surge uma contenda interior com aquilo que nos faz mal, em nós mesmos. Aonde é que isso poderá conduzir? A lado nenhum.»

Irmão Roger, de Taizé, em "Em tudo a paz do coração"

5 comentários:

Maria João disse...

Estava a precisar de ler isto.
O Espírito de Deus é paz, amor e liberdade. (Gl 5, 22)


beijos

Anônimo disse...

I wish you health and happiness every day!
Ich wunsche Ihnen Gluck und Gesundheit jeden Tag!
Je vous souhaite sante et bonheur chaque jour!

網路行銷
seo
網路行銷
seo

Raquel do Carmo disse...

Que sabedoria de Santo Agostinho. E é exatamente isso, quando damos muita atenção para aquilo que de sombrio há em nós, além de perdermos energia, o foco do caminho, não chegamos a lugar nenhum e ainda sofremos muito.

Anônimo disse...

Bem verdadeiro e oportuno.PAZ.
(SL 18,29)

Mangela disse...

Olá Paulo, primeiramente a paz de jesus esteja contigo meu amigo...acho que hoje abri o post certo, estava aqui tristinha...mas já recuperada graças a Jesus...e aos amigos queridos..bj.feliz final de semana..
MângelaCastro

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]