terça-feira, 15 de outubro de 2013

A FELICIDADE EM FORMA DE DÁDIVA


«A felicidade, aparentemente, nem sempre visita as melhores pessoas. Estas, por vezes, são as que sofrem mais.
Mas serão infelizes? Às vezes, a maior felicidade escorre mais pelas lágrimas do que pelo riso.

Fazer o bem, mesmo sem ser compensado, pode doer, mas não impede de vencer.

Eu acredito na felicidade em forma de dádiva. 

Eu creio na felicidade dos que sofrem, dos que dão, dos que se esquecem de si.
São os mais felizes. Os únicos felizes. Ainda que o não pareçam!»


Fonte: http://theosfera.blogs.sapo.pt/2123791.html

0 Comments: