terça-feira, 21 de outubro de 2014

O HUMANO, NADA MAIS DO QUE O HUMANO

“O mundo atinge a vida por um simples sorriso confiante, por um pouco mais de calor humano (…). O humano, nada mais do que o humano, porque o divino, não é o sobre-humano, mas aquilo que é mais raro entre os homens, o humano levado ao extremo.” 
Jean Cardonnel (*), “Deus toma partido”, Paisagem (Porto), 1971.

(*) padre dominicano (1921-2009)

Nenhum comentário:

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]