segunda-feira, 29 de setembro de 2014

A GRAÇA MAIOR

«Tenho para mim que a Graça maior que nos pode acontecer na vida é percebermos que, o que nos salva não é a ambição. Nem o ter. Nem o poder! Muito menos o comprar! (...)

ter/ser coração de pobre é viver vazio e liberto de si mesmo para, alegremente e com leveza poder debruçar-se sobre o outro, ser dom para ele e… receber-se de volta, inteiro…

É aprender a dar Graças por não ter. Um não ter que seja uma porta aberta para a generosidade e para a presença gratuita de inimagináveis irmãos que, ao visitarem-nos a vida, ficam a fazer parte dela de modo irrecusável e reciprocamente agradecido.

Quanta falta ISSO faz ao homem moderno, que habita as nossas cidades, que enche de empurrões, desalentos, angústias e triste abandono o Metro e os transportes públicos… Só quem não os costuma usar é que não dá por isso… Quantos olhos tristes e desabitados! Sem sombra de Gente dentro deles…»

Podem ler o texto completo em:http://derrotarmontanhas.blogspot.pt/2014/09/os-espertos-os-ricos-e-os-totos.html

Nenhum comentário:

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]