domingo, 22 de junho de 2014

O AMOR DE CRISTO

«Qual é a perfeição acabada para o cristão? A plena manifestação de Cristo nas nossas vidas. 

Sem amor e compaixão pelos outros, o nosso aparente "amor" por Cristo é ficção.

Amar é deixar aqueles que amamos serem eles mesmos e não tentar moldá-los segundo nossa própria imagem. Caso contrário, amaríamos apenas o reflexo de nós mesmos.»

Thomas Merton, em "Vida e Santidade"


Um comentário:

Conselheiro Cristao disse...

Portanto que o amor de Cristo seja cada vez mais abundante em nosso coração independente de nossas limitações!

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]