quarta-feira, 15 de maio de 2013



E chegarei de noite
com o gozoso espanto
de ver,
por fim,
que andei,
dia a dia,
sobre a própria palma da Tua mão.

Pedro Casaldáliga

Nenhum comentário:

Nada é grave...

"Nada é grave, a não ser perder o amor." [Irmão Roger de Taizé]