terça-feira, 28 de outubro de 2014

«Não entendemos bem 

as palavras, sinais e escolhas de Jesus 
na perspectiva de uma "religião", 
mas sim na lógica de um PROJECTO.»


«É possível o homem criar deuses à sua imagem e semelhança. Deuses sim, mas não Jesus, cujo caráter não é comum entre nós.»

sexta-feira, 24 de outubro de 2014



«Deus está presente, Cristo está presente, em toda parte em que um ato de virtude transcendente ocorra entre dois seres humanos.» 

Simone Weil

terça-feira, 21 de outubro de 2014

O HUMANO, NADA MAIS DO QUE O HUMANO

“O mundo atinge a vida por um simples sorriso confiante, por um pouco mais de calor humano (…). O humano, nada mais do que o humano, porque o divino, não é o sobre-humano, mas aquilo que é mais raro entre os homens, o humano levado ao extremo.” 
Jean Cardonnel (*), “Deus toma partido”, Paisagem (Porto), 1971.

(*) padre dominicano (1921-2009)

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

OS IRMÃOS


terça-feira, 14 de outubro de 2014

O INSTANTE


«Só nos resta o instante; só o instante nos pertence. 
Ele é o barro onde a vida se molda e descobre. (...)»

José Tolentino Mendonça, in "Mística do Instante"

sexta-feira, 10 de outubro de 2014

UM GRANDE CONSELHO


"Não me leves a mal dizer isto assim mesmo: só considero digno de Fé um Deus divertido e feliz. Porque a Fé é uma Comunhão de Vida com Ele, e não há comunhão possível sem leveza e alegria, não há vida capaz na seriedade patológica de uma certa sacralidade que pouco guarda já da práxis do Nazareno. Esta minha intuição foi confirmada há uns tempos quando uma amiga minha me contou que, ao entrar na “idade casadoira”, foi chamada pela avó lá a casa. Uma avó daquelas sábias, que a tinha criado, e que sabia falar na altura certa a palavra certeira. Chamou-a para lhe dar este conselho:"Minha filha, lembra-te disto: nunca te cases com um homem que não te faça rir!” É, ou não é, um grande conselho?"

Rui Santiago Cssr, em "Estou em Crer"

sexta-feira, 3 de outubro de 2014

A VERDADEIRA CARIDADE


«A verdadeira caridade não consiste em chorar nem, simplesmente, em dar, mas em agir contra a injustiça.


Ser caridoso não é apenas dar, é ter sido ferido, é estar ferido pelo ferimento do outro.» 

Abbé Pierre